O que é e como acontece a fecundação natural e em reprodução assistida? - Art Medicina Reprodutiva
Clínica Art Medicina Reprodutiva
Pré-agendar consulta
O que é e como acontece a fecundação natural e em reprodução assistida?

O que é e como acontece a fecundação natural e em reprodução assistida?

fecundação é o processo pelo qual dois gametas sexuais, um masculino e um feminino, se unem permitindo a criação de uma nova vida. Explicado dessa forma, pode parecer um processo simples, mas é exatamente o oposto.

É um procedimento complexo, que requer uma série de condições para ocorrer, como por exemplo, que a mulher esteja em seus dias férteis e tenha ocorrido ovulação.

Quando um casal não consegue engravidar após um ano de relações sexuais desprotegidas, pode ser necessário fazer um tratamento de reprodução assistida para ter um bebê.

Os tratamentos de reprodução assistida são diversos e todos muito semelhantes, mas, ao mesmo tempo, diferentes uns dos outros. São semelhantes porque têm o mesmo objetivo a cumprir, mas diferentes porque não seguem a mesma forma de realização.

Explicaremos melhor o assunto no post de hoje. Continue a leitura!

Como ocorre a fecundação naturalmente?

O processo de fecundação ocorre nas tubas uterinas. Para que ocorra a mulher deve estar em uma fase específica de seu ciclo menstrual: a fase de ovulação. Isso acontece por volta do 14º dia do ciclo, quando o óvulo maduro deixa o ovário e é capturado pelas tubas uterinas.

Durante a relação sexual, por meio da ejaculação milhões de espermatozoides entram na vagina. Atraídos pelas substâncias emitidas pelo óvulo, eles sobem pelo colo do útero e pela cavidade uterina até chegar às tubas uterinas, onde o óvulo aguarda.

De todos esses milhões de espermatozoides, cerca de duzentos conseguem chegar até óvulo e apenas um deles passa pela membrana externa do óvulo e se funde com ele. Isso pode ocorrer entre 24 e 72 horas após a relação sexual.

O que acontece quando a fecundação natural falha?

Como vimos, nem sempre é fácil realizar a fecundação naturalmente. No entanto, existem diferentes técnicas de reprodução assistida, entre elas fertilização in vitro (FIV), relação sexual programada (RSP) e inseminação artificial (IA), cada um com suas variantes, mas com o mesmo objetivo: aumentar as chances de gravidez quando ela não acontece de forma natural.

Em que consiste cada técnica?

Inseminação Artificial (IA) é um procedimento mais simples, que envolve a inserção de espermatozoides previamente selecionados no útero da mulher, conseguindo assim a fecundação do óvulo e consequentemente a concepção do bebê. É particularmente importante quando há pequenas alterações nos espermatozoides do parceiro.

Na relação sexual programada (RSP),chamada ainda coito programado, assim como na IA, é realizada uma estimulação ovariana suave. Para isso, utiliza-se uma série de hormônios semelhantes aos produzidos pela própria mulher (gonadotrofinas). A estimulação será controlada periodicamente através de ultrassonografias.

As ultrassonografia indicam o período de maior fertilidade, quando a relação sexual deve ser intensificada para aumentar as chances de gravidez natural.

Por outro lado, a fertilização in vitro (FIV) é um tratamento de alta complexidade, pois nessa técnica, durante a estimulação ovariana, quando os folículos estão maduros são coletados por punção folicular e os óvulos extraídos para a fecundação.

Os espermatozoides, assim como na IA são selecionados por técnicas de preparo seminal. A fecundação acontece, então, em laboratório: cada espermatozoide é injetado no óvulo por ICSI (injeção intracitoplasmática de espermatozoide). Os embriões formados são cultivados por alguns dias e transferidos para o útero.

Métodos diferentes, o mesmo objetivo

Inseminação artificial

Fertilização in vitro

Coito programado

Requisitos para se tornar um candidato a este procedimento:

O método mais adequado?

A escolha entre a fertilização in vitro ou a inseminação artificial e relação sexual programada, fica sempre a critério do profissional especialista em reprodução assistida, que estuda o seu caso e avalia todas as circunstâncias de ambos os membros do casal.

Essas são algumas informações sobre a fecundação. Para informações mais detalhadas, sugerimos a leitura do nosso conteúdo que aborda a fertilização in vitro.

Agradecemos a sua leitura, aproveite e compartilhe
com seus amigos esse texto:
Ficou com dúvidas ou gostou do conteúdo?
Deixe o seu comentário abaixo:

© 2021 ART MEDICINA S.A CNPJ: 17.109.145/0001-28. Todos os direitos reservados.
O conteúdo deste site foi elaborado pela equipe da Clínica Art Medicina e as informações aqui contidas tem caráter meramente informativo e educacional. Não deve ser utilizado para realizar autodiagnóstico ou automedicação. Em caso de dúvidas, consulte seu médico, somente ele está habilitado a praticar o ato médico, conforme recomendação do Conselho Federal de Medicina. Todas imagens contidas no site são meramente ilustrativas e foram compradas em banco de imagens, não envolvendo imagens de pacientes.
Diretor Técnico: Marcelo Giacobbe - CRM 62588